Take care... the big brother is watching you

quinta-feira, 24 de março de 2011

"NOVOS VENTOS" SOPRAM UM POUCO POR TODO O LADO

Verdadeira Revolução a da Islândia: um segredo bem guardado

É espantoso (ou talvez não) a que ponto os nossos media clássicos ignoraram isto!

*Revolução pacífica na Islândia, silêncio dos media*
Por incrível que possa parecer, uma verdadeira revolução democrática e anticapitalista ocorre na Islândia neste preciso momento e ninguém fala dela, nenhum meio de comunicação dá a informação, quase não se vislumbrará um vestígio no Google: numa palavra, completo escamoteamento. Contudo, a natureza dos acontecimentos em curso na Islândia é espantosa: um Povo que corre com a direita do poder sitiando pacificamente o palácio presidencial, uma "esquerda" liberal de substituição igualmente dispensada de "responsabilidades" porque se propunha pôr em prática a mesma política que a direita, um referendo imposto pelo Povo para determinar se se devia reembolsar ou não os bancos capitalistas que, pela sua irresponsabilidade, mergulharam o país na crise, uma vitória de 93% que impôs o não reembolso
dos bancos, uma nacionalização dos bancos e, cereja em cima do bolo deste processo a vários títulos "revolucionário": a eleição de uma assembleia constituinte a 27 de Novembro de 2010, incumbida de redigir as novas leis fundamentais que traduzirão doravante a cólera popular contra o capitalismo e as aspirações do Povo por outra sociedade.
Quando retumba na Europa inteira a cólera dos Povos sufocados pelo garrote capitalista, a actualidade desvenda-nos outro possível, uma história em andamento susceptível de quebrar muitas certezas e sobretudo de dar às lutas que inflamam a Europa uma perspectiva: a reconquista democrática e popular do poder, ao serviço da população.

http://www.cadtm.org/Quand-l-Islande-reinvente-la

Desde Sábado 27 de Novembro, a Islândia dispõe de uma Assembleia constituinte composta por 25 simples cidadãos eleitos pelos seus pares. É seu objectivo reescrever inteiramente a constituição de 1944, tirando nomeadamente as lições da crise financeira que, em 2008, atingiu em cheio o país. Desde esta crise, de que está longe de se recompor, a Islândia conheceu um certo número de mudanças espectaculares, a começar pela nacionalização dos três principais bancos, seguida pela demissão do governo de direita sob a pressão popular. As eleições legislativas de 2009 levaram ao poder uma coligação de esquerda formada pela Aliança (agrupamento de partidos constituído por social-democratas, feministas e ex-comunistas) e pelo Movimento dos Verdes . Foi uma estreia para a Islândia, bem como a nomeação de uma mulher, Johanna Sigurdardottir, para o lugar de Primeiro-ministro.

24 de Janeiro de 2011
Jean REX
http://www.parisseveille.info/quand-l-islande-reinvente-la,2643.html

sexta-feira, 11 de março de 2011

Cancelar o programa prova que Medina Carreira estava certo.
São mafiosos...e estúpidos !



Este é o mais recente programa de televisão censurado pelo sistema político português. Nesta última emissão transmitido na SIC Notícias a 12 de Fevereiro, o fiscalista Henrique Medina Carreira e o ex-dirigente socialista Henrique Neto explicam que os partidos políticos funcionam como máfias e estão a levar Portugal à bancarrota económica pela segunda vez na História de Portugal.

Henrique Neto revelou a forma como a Maçonaria controla os partidos. Depois deste programa ir para o ar, a SIC cancelou todas as emissões seguintes.

Alguns momentos do último "Plano Inclinado"



quarta-feira, 2 de março de 2011


One of the most interesting facts about George Orwell, author of 1984 and Animal Farm, is that he was not George Orwell. The man who created a society of total transparency and observation chose to conceal his own name, Eric Blair. Authors like Blair, Mary Ann Evans (George Eliot), and Samuel Clemens (Mark Twain) adopted noms de plume for a variety of reasons ranging from persecution to prejudice to privacy. The practice of publishing anonymously was once the norm among literary and political thinkers. ..

Like the right to distribute thoughts, the right to anonymousthoughts is an essential component of free speech. It is a right that protects the most valuable speech in a free nation: thoseviews that challenge the status quo and question both the government and most of its citizens.

~~ Jonathan Turley, Registering Publius: The Supreme Court and the Right to Anonymity. (worth reading)


Anonymouse lets you visit any website undercover. As they put it:

Many mice surf the web under the illusion that their actions are private and anonymous. Unfortunately, this is not the way it is. Every time you visit a site for a piece of cheese, you leave a calling card that reveals where you are coming from, what kind of computer you use, and other details. And many cats keep logs of all your visits, so that they can catch you! This service allows you to surf the web without revealing any personal information. It is fast, it is easy, and it is free!

Just enter a website URL at Anonymouse and you are undercover. I've tried it and it works fine. It also works for sending anonymous email.
Sic semper tyrannis.